UM ANO DEPOIS DA SUA CRIAÇÃO: APIBA aponta desafios no processo de selagem de bebidas alcoólicas

0
122

 

UM ANO DEPOIS DA SUA CRIAÇÃO:
APIBA aponta desafios no processo de selagem de bebidas alcoólicas

A Associação dos Produtores e Importadores de Bebidas Alcoólicas (APIBA) comemorou, semana passada, um ano da sua criação. O Presidente da Associação, Adolfo Correia, faz um balanço positivo, tendo apontado alguns desafios que ainda persistem no processo de selagem de bebidas alcoólicas que iniciou há sensivelmente um ano.

O processo de preparação da legislação sobre selagem de bebidas alcoólicas em Moçambique, foi determinante para o surgimento da PIBA. Após a sua formalização, a Associação fez o acompanhamento de todo o processo de selagem de bebidas alcoólicas e continua envolvida nas discussões para a segunda fase do processo de selagem que envolve as cervejas e RTD’s.
Em entrevista a “CTA Newsletter”, o Presidente da APIBA, Adolfo Correia, disse que ao longo do primeiro ano da sua existência formal, a APIBA tem vindo a promover e a defender os interesses gerais e comuns dos produtores e importadores de bebidas alcoólicas.
Neste contexto, tem vindo a participar juntos das autoridades na elaboração e desenvolvimento de legislação específica atinente ao sector de bebidas alcoólicas.
No leque das actividades, referiu que a APIBA tem-se engajado em acções que promovam a venda e o consumo responsável de bebidas alcoólicas.
Instado a avaliar o processo de selagem de bebidas alcoólicas, iniciado há um ano, Adolfo Correia disse que satisfação é algo que sempre se almeja o melhor, tendo refiro que ainda persistem alguns desafios.

 

Contrabando e concorrência desleal

Por seu turno, o líder do subgrupo dos vinhos, João Lopes, apontou a concorrência desleal e o contrabando como sendo os males que ainda persistem no mercado.

“Andamos há três anos neste processo, tínhamos uma grande expectativa quanto à selagem de vinhos e bebidas espirituosas. O processo iniciou e esperamos que as autoridades consigam ultrapassar os desafios que ainda persistem de modo que o processo funcione tal como eram as expectativas, porque o que se pretende, com este processo, é que as bebidas entrem no mercado num circuito normal de modo a permitir a arrecadação de receitas para o Estado. Porém, o que se verifica é que ainda existe no mercado muita bebida que não tem selo e por isso não paga imposto. Este é um dos maiores desafios que existe, assim como o combate à contrafacção”, referiu João Lopes.
Neste processo, a APIBA tem estado a colaborar com as competentes com vista a eliminação da contrafacção e contrabando de bebidas alcoólicas.
A APIBA tem vindo a promover a qualidade e segurança das bebidas alcoólicas, apostando nos princípios de ética institucional dos produtores e importadores de bebidas.

 

Em que contexto surgiu a APIBA?

A APIBA nasce da vontade e desejo de vários produtores e importadores, que se conheceram nas reuniões promovidas em 2015 pela Autoridade Tributária, Alfândegas e Ministério da Indústria e Comércio, nos debates de preparação para a legislação da selagem de bebidas alcoólicas em Moçambique.

A 19 de Maio de 2015, decorreu a primeira de muitas reuniões das empresas do sector de bebidas alcoólicas, com o objectivo de dar seguimento ao interesse manifestado por várias empresas na criação de uma associação de produtores e importadores de bebidas alcoólicas. A persistência e a vontade predominaram, e finalmente a APIBA tornou-se oficial, com a publicação no Boletim da República a 18 de Maio de 2017.
Actualmente, a APIBA conta com 14 associados, nomeadamente, Cicoti Lda, Comercial Portuguesa; Cervejas de Moçambique; Diageo; Distell Moçambique; Heineken Moçambique; HJS Distribuição; Mercury Comercial; Mega; Mozamvini; Pernod Ricard Moçambique; Socimpex, Super Bock e a Tropigalia.
Para um melhor atendimento das necessidades de cada ramo que integra a APIBA, ela está constituída em Subgrupos, a saber: Subgrupo dos Vinhos, liderado pela Mercury Comercial, Subgrupo das Espirituosas, liderado pela Pernod Ricard, e Subgrupo das Cervejas e RTD’s, liderado pela Heineken Moçambique.
É de interesse da APIBA ser o mais abrangente e inclusiva possível, pelo que, convida a todos os produtores e importadores a juntarem-se a ela, como associados, para juntos trabalhar em prol

SEM COMENTÁRIOS