ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

0
50

CTA aprova Plano e Orçamento para 2018 Conheça os vencedores do Fundo de Apoio Associativo

Reunida na sua XXII Assembleia Geral Ordinária, realizada na última sexta-feira, 1 de Dezembro, a CTA aprovou, em unanimidade e aclamação, o Plano de Actividades e Orçamento rectificativo de 2017 e o Plano de Actividades e Orçamento para 2018. Os objectivos da CTA em 2018, estão alinhados com o Plano Estratégico 2017-2020 e as suas acções e metas contribuem para o alcance progressivo dos objectivos de cada um dos cinco pilares.

Entre outros pontos, a CTA levava na sua agenda para XXII Assembleia Geral Ordinária, o informe sobre as actividades desenvolvidas até ao 3º trimestre de 2017, a proposta do Plano de Actividades e Orçamento rectificativo de 2017 e a proposta do Plano de Actividades e Orçamento para 2018, as quais foram aprovadas por todos os membros presentes e com direito a voto.

O Plano de Actividades e Orçamento para 2018 foi elaborado tendo como base o Plano Estratégico para o triénio 2017-2020. Nisso, as actividades estarão orientadas para restruturar e fortificar os Conselhos Empresariais Provinciais, tornando-os mais legítimos, representativos e interventivos; estimular a produtividade e competitividade das empresas nacionais; fortificar e consolidar um capital institucional que influencie políticas económicas que garantam a consolidação das empresas na economia nacional; promover iniciativas inovadoras com o afã de capacitar faceiramente as empresas nacionais; promover acções que garantam às empresas nacionais a sua actuação num quadro de Boa Governação; apoiar e consolidar a existência de organizações empresariais inclusivas, proactivas e representativas; e promover acções de capacitação institucional das organizações e empresas.

O Plano de Actividades e Orçamento da CTA para 2018, constitui a primeira etapa da operacionalização dos objectivos estratégicos definidos no Plano Estratégico 2017-2020.

Neste contexto, as acções e metas do plano de actividade 2018 contribuem para o alcance progressivo dos objectivos de cada um dos cinco pilares, nomeadamente: (i) Reforçar o Diálogo Público-Privado; (ii) Desenvolver serviços de apoio empresarial; (iii) Internacionalização da CTA; (iv) Promoção de oportunidades de negócios ao sector privado; e (v) Reforçar a capacidade institucional da CTA.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA