CTA e GCCC engajados no combate à corrupção no sector empresarial

0
228

A CTA e o Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) assinaram, na última Sexta-feira, um Memorando de Entendimento que visa desenvolver acções conjuntas de prevenção e combate à corrupção com foco no sector empresarial.

O Presidente da CTA, Agostinho Vuma, disse, na ocasião, que a organização que dirige está ciente que a corrupção constitui um sério obstáculo ao desenvolvimento e ao normal funcionamento das instituições públicas e privadas. Por conta disso, está comprometida com a boa governação corporativa e considera a integridade na celebração e execução dos negócios como uma qualidade necessária para a criação de um bom ambiente de negócios livre de actos de corrupção.
Agostinho Vuma acredita que o presente Memorando vai elevar os padrões de transparência, integridade empresarial e boa governação entre os associados da CTA, e nas que com ela se relacionam.
Com a assinatura deste Memorando, a CTA consolida as acções que já vem desenvolvendo com vista a combater, no seio dos seus associados e respectivas empresas, a corrupção, o clientelismo, o tráfico de influências e outras manifestações que perigam a melhoria do ambiente de negócios e retardam o desenvolvimento económico do país. Segundo a Directora do GCCC, Ana Maria Gemo, cabe ao GCCC colaborar com a CTA com vista a promoção de acções específicas de prevenção e combate à corrupção nas associações de empresas nelas filiadas.
Sublinhou que, o presente Memorando vai contribuir para o desenvolvimento económico e social do empresariado nacional, em prol dum sector empresarial livre de actos de corrupção, e promoção de reformas legais que visem a prevenção e combate à corrupção. À luz do presente Memorando, cabe à CTA, entre outras, realizar acções específicas de prevenção e combate à corrupção no seio dos seus associados, promover o reforço do cumprimento do dever dos associados de comunicar ao GCCC a ocorrência de actos de corrupção nos negócios envolvendo os seus associados, promover acções de capacitação sobre ética empresarial, boa governação e produtividade, e contribuir para a criação de uma cultura de divulgação de informação que promova a elevação de consciência e transparência dos empresários.
Por seu turno, o GCCC deverá prestar assistência jurídica no esclarecimento de dúvidas relativas a corrupção e acções preventivas sobre a corrupção, e promover a inclusão de módulos sobre a prevenção e combate à corrupção nas formações organizadas pela CTA.
Na mesma ocasião, o GCCC assinou um outro memorando de entendimento com a OCAM – Ordem dos Contabilistas e Auditores de Moçambique.

SEM COMENTÁRIOS