LOGIN

Login

Memorizar

       
NEWSLETTER AIM & CTA

Newsletter AIM & CTA

Subscreva-se para ter acesso a Newsletter AIM & CTA.
A+ R A-

PRÉMIO FORMIGA

  • Visitas: 1216

CTA distingue a título póstumo o Eng.º Carlos Morgado

Um dos momentos mais importantes do jantar de celebração dos 20 anos da criação da CTA – Confederação das Associações Económicas de Moçambique, que contou com a presença do Presidente da República, Filipe Nyusi, foi o anúncio do Prémio Formiga, atribuído, a título póstumo, ao Eng.º Carlos Alberto Sampaio Morgado, antigo ministro da Indústria e Comércio no Governo de Joaquim Chissano, cargo que exerceu até Fevereiro de 2005. Nessa qualidade foi designado ponto focal do Governo para os assuntos do Sector Privado.

A CTA instituiu o Prémio Formiga para distinguir personalidades que ao longo dos tempos, durante a realização das CASPs – Conferências Anuais do Sector Privado, deram contributo de destaque na melhoria do ambiente de negócios em Moçambique.

Assim, no presente ano, a CTA decidiu premiar o Eng.º Carlos Alberto Sampaio Morgado, uma figura que teve um papel preponderante e fundamental na promoção do Sector Privado em Moçambique, tendo se destacado pelo seu espírito de abertura e dedicação na resolução dos problemas que afectavam os negócios em Moçambique.

O Presidente da CTA, Rogério Manuel, que anunciou o Prémio, classificou o Eng.º Carlos Morgado como um homem que fez da CTA a sua própria casa, onde vezes sem conta reunia, e trabalhava em prol da resolução dos problemas que assolavam o empresariado nacional.

“Ele dava-se tempo para se sentar num restaurante e discutir a agenda do Sector Privado, sempre que era necessário”, frisou Rogério Manuel.

O Eng.º Morgado perdeu a vida no dia 15 de Fevereiro de 2007, em Lisboa, Portugal, vítima de doença. 

“Ao celebrarmos os 20 anos de Diálogo Público Privado, queremos lembrar e enaltecer a sua obra como um homem incansável e comprometido com o desenvolvimento de uma classe empresarial forte e competitiva”, asseverou Rogério Manuel, para de seguida acrescentar: “Este homem compreendeu que o Sector Privado é o motor de qualquer economia de mercado. O Eng.º Morgado foi um activista do associativismo empresarial e promotor de um diálogo expedito, saudável e estruturado entre o Sector Privado e o Governo, o que em nossa opinião marcou de forma indelével a relação entre o Governo e a CTA”.

“Em nome da CTA e em meu nome pessoal, saúdo e agradeço o inestimável papel desempenhado pelo Eng.º Morgado em prol do Sector Privado Moçambicano”, concluiu Rogério Manuel, convidando o filho, Bruno Morgado, para das mãos de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República, receber o prémio dedicado postumamente ao seu pai.

  

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Add comment


Security code
Refresh