LOGIN

Login

Memorizar

       
NEWSLETTER AIM & CTA

Newsletter AIM & CTA

Subscreva-se para ter acesso a Newsletter AIM & CTA.
A+ R A-

Empresários moçambicanos procuram parcerias nos EUA

  • Visitas: 1214

Rogerio_Manuel_prm_2016.jpg

 

Uma Delegação Empresarial Moçambicana, composta por 65 empresários, visita os Estados Unidos da América, de 14 a 17 de Setembro corrente, onde manterá contactos com empresários americanos, com o intuíto de firmarem parcerias.

 

Durante a visita, está prevista a realização de dois Fóruns de Negócios, sendo o primeiro em Washington, no dia 15 de Setembro de 2016, organizado pela Embaixada de Moçambique nos EUA e o Conselho Corporativo para África (CCA). Este fórum terá como foco os sectores de Agricultura, Energia, Infra – estruturas e Turismo, e o segundo realizar-se-á em Houston, no dia 16 de Setembro.
Em termos de áreas, a Delegação Empresarial Moçambicana está distribuída da seguinte maneira: Energia e Recursos Minerais – 26; Serviços – 8; Construção Civil e Infra-estruturas – 10; Agronegócio – 5; Mercados Financeiros e Investimento – 5; Turismo – 5; Farmácia – 4; Comunicação – 2.
Nos EUA, a delegação empresarial moçambicana pretende estabelecer novas parcerias com empresários norte-americanos e reforçar as relações empresariais já existentes. Estão previstos encontros B2B´s e visitas a algumas empresas.
A expectativa da Delegação Empresarial, chefia pelo Presidente da CTA, Rogério Manuel, é grande, visto que Moçambique é um país que oferece muitas e diversificadas oportunidades de negócios.
O potencial energético que possui, particularmente o gás natural, é fonte de interesses por parte de influentes países e companhias que operam no sector energético ao nível mundial e os EUA têm um grande interesse neste sector.
O exemplo disso é a presença de empresas americanas na prospeção de gás natural em Moçambique; Este é um sinal da aposta dos Estados Unidos em investir em Moçambique. E a CTA reitera que “é preciso capitalizar estas oportunidades que o país oferece”. 

Em 2015, o volume de importações (dos EUA para Moçambique) foi de 264.2 milhões de dólares, e o volume de exportações foi de 96 milhões de dólares. Até Junho deste 2016, o volume de importações foi de 84.2 milhões de dólares, enquanto o volume de exportações foi de 57.3 milhões de dólares.
Olhando para estes dados, a CTA defende que Moçambique e Estados Unidos devem procurar formas de incrementar o volume de negócios, aproveitando as facilidades de comércio existentes entre os dois países.
No âmbito do programa AGOA, introduzido pelo Governo norte-americano para impulsionar a venda de produtos e bens provenientes de África, Moçambique dispõe de facilidades para exportar para o mercado americano, 6500 produtos diversos, mas actualmente, apenas o açúcar e o camarão são os produtos que mais entram naquele mercado.
Para além destes produtos, Moçambique exporta para EUA, os minérios de titânio e tântalo, caju, camarão e pedras semipreciosas; e importa
produtos petrolíferos, energéticos, trigo, camiões e tractores.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Add comment


Security code
Refresh