LOGIN

Login

Memorizar

       
NEWSLETTER AIM & CTA

Newsletter AIM & CTA

Subscreva-se para ter acesso a Newsletter AIM & CTA.
A+ R A-

Empresários sugerem supressão de vistos

  • Visitas: 632

Newsletter_36_PT_6.jpg

Os empresários moçambicanos e turcos manifestaram, durante o Fórum de Negócios realizado na última terça-feira, em Maputo, no âmbito da visita do Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, a Moçambique, a necessidade de facilitar a movimentação dos homens de negócios, tendo sugerido que os Governos avançassem para a supressão de vistos de entrada entre os dois países.

O Presidente da CTA, Rogério Manuel, na sua intervenção, disse que “na interação entre os empresários moçambicanos e turcos foi constante a preocupação de uma mais fácil movimentação de homens de negócios entre os dois países, tendo sido sugerido que os Governos avançassem para a supressão de vistos de entrada”.
Rogério Manuel referiu que, até 2010, as relações comerciais entre Moçambique e Turquia, ainda, eram insípidas. Volvidos seis anos, e com a boa relação entre os dois Governos, foi possível reverter esse cenário.
Destacou a visita do Vice-Ministro do Comércio da Turquia em 2015 que, segundo realçou, serviu de alavanca para que as relações empresariais ganhassem intensidade, tendo-se consubstanciado na assinatura de um Memorando de Entendimento com a DEIK -Gabinete das Relações Económicas Estrangeiras da Turquia.
À luz deste memorando, foi criado o Conselho Empresarial Moçambique - Turquia para coordenar as actividades no âmbito da cooperação empresarial. Desde então, realizou-se duas missões empresariais à Turquia, tendo participado na Feira da Construção e na Cimeira Económica Turquia - África. 

“Como resultado, a Turquia deu um salto no ranking dos maiores investidores em Moçambique. Por esta razão, congratulamo-nos com o passo que conseguimos dar e, quiçá, possamos no futuro dar um passo, ainda, maior”, destacou Rogério Manuel.
O Presidente da CTA terminou a sua intervenção fazendo votos para que, dos contactos empresariais havidos no fórum de negócios, possam emergir grandes parcerias empresariais entre os dois países e que as mesmas sirvam para catapultar as relações económicas e politicas para níveis cimeiros.
Participaram no Fórum 150 empresários da Turquia e 650 de Moçambique, representando os sectores da Banca, Indústria, Construção Civil, Comunicação e Imagem, Turismo e Imobiliário, Transporte, Agricultura, Comércio e Serviços, Hidrocarbonetos e Recursos Minerais, Indústria e Serviços Jurídicos. Parte dos empresários Moçambicanos se deslocaram das províncias, sendo de destacar empresários vindos de Tete, Nampula, Gaza e Sofala.

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Add comment


Security code
Refresh