LOGIN

Login

Memorizar

       
NEWSLETTER AIM & CTA

Newsletter AIM & CTA

Subscreva-se para ter acesso a Newsletter AIM & CTA.
A+ R A-

Anuncio de Concurso Publico 006

  • Visitas: 386

CONCURSO PÚBLICO Nº 006/CTA/2017

 CONTRATAÇÃO DE GESTORES PROVINCIAIS DOS CONSELHOS EMPRESARIAIS PROVINCIAIS (CEP´s)

PARA MANICA E ZAMBÉZIA

A-            INTRODUÇÃO

A Confederação das Associações Económicas de Moçambique – CTA pretende contratar dois Gestores Provinciais, um para o CEP de Manica e outro para o CEP da Zambézia. Os interessados e que preenchem os requisitos dos presentes termos de referência deverão submeter as suas candidaturas até as 17h00 do dia 14 de Julho de 2017, na sede da CTA sita na Avenida Patrice Lumumba, nr 927, Maputo ou através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

B-        Atribuições do Gestor do CEP

Constituem atribuições do Gestor do CEP:

  • Liderar a gestão do Diálogo Público-Privado Provincial (DPPP), Desenvolvimento Associativo e apoio aos membros, administração e gestão financeira ao nível do CEP;
  • Coordenar a criação de grupos de trabalho dos CEPs;
  • Coordenar o processo de elaboração e aprovação da agenda do DPPP e assegurar a sua implementação;
  • Elaboração de planos anuais e orçamento do CEP e assegurar a sua adequada implementação e monitoria;
  • Direccionar, coordenar e planear os serviços essências de apoio aos membros e empresas a nível da província;
  • Gestão, liderança e assegurar o alcance dos objectivos da CTA na província
  • Coordenar e gerir o pessoal e recursos afecto no CEP bem assim como os grupos de trabalho constituídos no âmbito do DPPP
  • Responder adequadamente a situações de emergência ou problemas urgentes que possam surgir e assumir as suas consequências
  • Desenvolver, gerir e implementar um sistema de monitoria das actividades do CEP;
  • Fazer advocacia e lobby para a melhoria do ambiente de negócios na província
  • Assegurar a comunicação efectiva com os membros da CTA na província, CEP e CTA-Sede.
  • Receber, mobilizar e gerir com profissionalismo fundos de acordo com procedimentos da CTA e de doadores;
  • Assegurar um bom ambiente de trabalho entre CEP, Governo e Parceiros ao nível da província;
  • Manter uma base de dados de associações, empresas e sector público que trabalham com a CTA na província;
  • Fazer apresentações e participar em debates sobre assuntos de interesse aos negócios.
    • Disponibilidade imediata
    • Nacionalidade moçambicana;
    • Formação Superior em Gestão, Economia, Economia Agrário, Direito ou areas afins.
    • Possuir no mínimo 5 anos de experiência comprovada de desempenho de cargo de gestão ou chefia em instituições públicas ou privadas
    • Mais de 5 anos de experiência profissional  em trabalho com o sector privado e/ou público e Desenvolvimento Associativo Empresarial;
    • Experiência de trabalho e de relacionamento com entidades governamentais e organizações internacionais;
    • Fluência nas línguas portuguesa e conhecimentos da língua Inglesa e outras, na fala e na escrita.
    • Nível excelente de organização e comunicação interpessoal;
    • Bons conhecimentos do uso do computador em ambientes de Microsoft Word e Excel.
    • Carta de motivação dirigido ao Director Executivo
    • Cópia de bilhete de identidade (BI)
    • Cópia certificado de habilitações
    • Curriculum Vitae e três referências profissionais

.No exercício das suas funções o Gestor do CEP  reporta  a:

1)         Presidente do CEP, para questões carácter político-deliberativo e

2)         Director Executivo da CTA, para as questões operacionais e administrativas

C-        Local de trabalho

O Gestor do CEP é contratado em regime de exclusividade e prestará trabalho nas instalações do CEP a nivel Provincial e/ou noutras por esta indicadas, o que inclui deslocações para dentro e fora do país.

D-        Requisitos

E - Outras informações:

Todos os concorrentes deverão indicar claramente a Província para a qual concorre. A CTA não garante nenhum pagamento de alojamento para os candidatos a ser apurados para fora dos seus habituais lugares de residência. A CTA não assumirá o pagamento de nenhum custo associado a participação dos candidatos apurados no processo de entrevista. Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados.

Maputo, 28 de Junho de 2017

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Add comment


Security code
Refresh