Análise de Mercados III

393

CTA – Unidade de Estudos, Análise e Investigação

Esta semana inicou com queda do desempenho dos mercados financeiros devido a apreensão sobre o teor do discurso do Banco Central dos Estados Unidos, o Fed. Contudo, a após um discurso em linha com as expectativas dos investidores, os mercados reagiram positivamente. No Brasil, a apreensão sobre o julgamento do Tribunal Superior de Justiça sobre a correcção de poupança, levou o índice de São Paulo, o IBovespa a experimentar uma semana pouco positiva. Contudo, a semana termina com uma recuperação do desempenho dos mercados, apesar dos receios sobre a situação da Ucrânia manterem-se, particularmente, pela proximidade das eleições presidenciais e cepticismo sobre a retirada das tropas russas na fronteira com a Ucrânia.
No sector energético, os contratos de petróleo negociados esta semana têm vindo a apresentar valores, continuamente, crescentes, impulsionados pelo aumento das tensões na Líbia e pela apreensão com uma nova escalada da violência na Ucrânia, à medida que se aproximam as eleições presidenciais marcadas para o próximo final de semana, e que acendem o alerta de recuo da oferta mundial desta commodity. Desta feita, a semana iniciou com o barril do Brent a ser transaccionado a USD 109,49, negociado em Londres, tendo terminado a USD 110,36, um crescimento de 0,9%. Por sua vez, o WTI, negociado em Nova Iorque, começou com USD 102,71 e terminado com USD 103,72, um crescimento de 1,3%. O Gás Natural, inverteu a tendência de semana passada, crescendo em 0,4%, tendo passado de USD 4,48 o metro cúbico para USD 4,5.

Para descarregar o ficheiro completo clique aqui