Comunicado de Imprensa (Criminalidade)

404

Nos últimos dias, Moçambique foi abalado por crimes violentos que incluem rapto, baleamento e assassinato de cidadãos, deixando a sociedade mergulhada num clima de luto, desespero e incerteza.

O recente assassinato do Professor Gilles Cistac, em Maputo, e o baleamento e roubo a um comerciante e seu empregado, na cidade da Beira, vieram exacerbar, ainda mais, o clima de incerteza no seio dos cidadãos em Moçambique.

A CTA-Confederação das Associações Económicas de Moçambique condena veementemente estes crimes horrendos e apresenta o seu sentimento de pesar e solidariedade aos familiares e apela a sociedade, em geral e, a comunidade empresarial em particular, para que se mantenha serena enquanto as autoridades trabalham no esclarecimento destes crimes.

Como representante do Sector Privado no Diálogo com o Governo a CTA alerta para o impacto negativo que a onda de criminalidade tem sobre o ambiente de negócios e sobre o investimento em Moçambique e exorta as autoridades a trabalharem no esclarecimento destes crimes, tão cedo quanto possível e, a trazer os seus autores à barra da justiça.

Por um Melhor Ambiente de Negócios!

Maputo, Março de 2015