Confederação das Associações Económicas de Moçambique

CTA E BAD ASSINAM ACORDO PARA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJECTO DE FORTALECIMENTO DA CAPACIDADE PRODUTIVA DAS PME´S DO SECTOR DO AGRONEGÓCIO

A CTA e o Banco Africano de Desenvolvimento assinaram hoje, 23 de Junho, um Acordo para implementação do Projecto de Fortalecimento da Capacidade Produtiva das PME´s do Sector do Agronegócio, num valor de 990.000 Euros financiados pelo Fundo Italiano de Cooperação Técnica. 

O Projecto irá beneficiar a cerca de 300 PME´s e é destinado a apoiar as empresas do Sector do Agronegócios a impulsionar a produção e o controle de qualidade, de modo a permitir a sua interligação com as grandes empresas. Permitirá que as empresas tenham um melhor acesso aos mercados nacionais e regionais e capitalizem as oportunidades criadas pela Área de Livre Comércio do Continente Africano. 

Após a assinatura do Acordo, o Presidente da CTA, Agostinho Vuma, referiu que este Programa constitui uma preparação das PME´s, de modo a projectarem-se para uma fase subsequente onde se poderá atingir a componente de financiamento directo.

O Representante Residente do Banco Africano de Desenvolvimento, Pietro Toigo, referiu que o donativo proporcionará um apoio crítico a Moçambique, especialmente em meio aos desafios socioeconômicos impostos pela pandemia da COVID-19. “Temos o prazer de fazer essa parceria com a CTA e o Governo da Itália para apoiar as PMEs moçambicanas a recuperarem-se dos impactos negativos da COVID-19 e a aumentarem a sua competitividade, como parte do compromisso do BAD de ajudar a industrializar a África e Moçambique”, sublinhou Pietro Toigo. 

O Ministro da Indústria e Comércio, Carlos Mesquita, destacou a importância desta iniciativa e seu papel catalisador na promoção da modernização da agricultura de Moçambique e da industrialização de sectores críticos da economia.

“O donativo é capaz de reforçar as intensas relações bilaterais na área da agricultura construídas através de muitos projectos financiados pela Cooperação Italiana e que pode actuar como um catalisador para estendê-lo ao sector privado, onde existe um enorme e inexplorado potencial”, sublinhou o Embaixador Italiano em Moçambique, Gianni Bardini.


Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn