CTA REESTRUTURA E CRIA NOVOS PELOUROS

327

Com o objectivo de adequar a sua missão aos actuais desafios e dinâmicas, o actual elenco da CTA, liderado pelo Agostinho Vuma, reestruturou os pelouros e criou outros novos, passando de 13 pelouros do anterior mandato para 19, representativos dos diversos sectores da actividade económica e empresarial.

Das inovações, o destaque vai para a criação do Pelouro da Protecção e Segurança Privada, para permitir que as questões ligadas à segurança privada possam merecer uma abordagem sistemática; Do Pelouro da Indústria Criativa, que visa trazer esta indústria para o mercado como um verdadeiro negócio que possa contribuir para criação de emprego e exportações; Do Pelouro do Agronegócio, Nutrição e Indústria Alimentar, onde adicionou-se a componente da nutrição e indústria alimentar; Do Pelouro da Indústria, que ficou separado do Pelouro de Comércio e Serviços, para permitir foco na agenda actual da industrialização do país; Do Pelouro da Comunicação e Serviços de Informação, pelo reconhecimento do crescimento desta classe e necessidade de maior diálogo de modo que esta indústria se consolide e tenha estrutura de sustentação dentro da economia; Do Pelouro da Educação, TIC´s e Inovação; e Do Pelouro de Desenvolvimento de Capacidades Locais, como forma de continuar a contribuir, de forma directa, no crescimento das PME´s através de capacitação e estruturação de negócios, certificação e acesso à informação sobre oportunidades de negócios e financiamento.
Em termos de composição dos pelouros, constitui inovação a indicação das lideranças de empresários baseados fora de Maputo, com destaque para Cabo Delgado, Tete, Sofala, Inhambane e Gaza, o que garante maior representatividade nacional no diálogo com o Governo.