CTA SOLIDARIZA-SE COM O “CANAL DE MOÇAMBIQUE”

226

A CTA tomou conhecimento, com bastante preocupação, do ataque contra instalações do jornal Canal de Moçambique, um órgão de informação privado, ocorrido na noite de ontem 23 de Agosto de 2020, do que resultaram enormes prejuízos e a impossibilidade de o jornal poder desenvolver as suas actividades editoriais.
A CTA repudia, veementemente, este acto bárbaro e covarde, praticado contra uma empresa privada, um atentado contra a liberdade de imprensa em contradição com os valores do Estado de Direito defendidos pela Constituição e os valores de uma sociedade moçambicana pluralista e diversificada, num ambiente que se pretende seja são e seguro para a vivência e prática da actividade empresarial.
Neste sentido, a Direcção da CTA, o Pelouro da Comunicação Social e TIC´s, e todos os seus membros e empresários manifestam a sua solidariedade para com o Canal de Moçambique e exorta às autoridades policiais e judiciais a trabalharem para o rápido esclarecimento e a justa punição de todos os envolvidos no planeamento e execução, deste atentado sórdido.