Confederação das Associações Económicas de Moçambique

Dugongo diz que o preço de cimento foi fixado de acordo com as condições de mercado

Falando no Economic Briefing, na qualidade de painelista, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Dugongo Cimentos, Victor Timóteo, esclareceu que o preço de cimento foi fixado de acordo com as condições económicas do mercado e o mesmo nunca deveria ultrapassar 300 Meticais.

“A Moçambique Dugongo Cimentos não veio para desestabilizar o mercado de cimento em Moçambique, muito pelo contrário, nós queremos contribuir para ajudar as outras empresas a reduzirem as suas importações em matéria-prima, porque, para além de cimento produzimos clínquer, que é a principal matéria-prima do cimento. Se, por um lado, são nossos concorrentes e, por outro, são nossos clientes, nós nunca racionalmente podíamos fazer uma campanha de acabar com os nossos próprios clientes”, rebateu o PCA da Dugongo, os argumentos das empresas concorrentes de que o preço praticado por esta companhia de capitais chineses veio desestabilizar o mercado de cimento em Moçambique.
Victor Timóteo explicou que a Dugongo fixou o seu preço consoante a taxa de câmbio em vigor na altura do início das suas operações, que oscilava entre 55 a 60 Meticais por Dólar, saindo de níveis elevados de 74 Meticais por dólar, praticados no início do ano.
“Nós ajustamos o nosso preço ao valor por tonelada no mercado regional que está entre 85 a 100 USD. A nossa fixação de preço baseou-se nisso, porque para além do mercado doméstico também competimos a nível da região”, concluiu.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn