Embaixador da Alemanha garante a continuidades dos projectos em curso em Moçambique

903

O Embaixador da Alemanha, Detlev Wolter, visitou a CTA na última terça-feira, 18 de Julho, onde manteve um encontro com o Conselho Directivo alargado aos Presidentes de todos os pelouros que compõem a estrutura desta agremiação empresarial. O diplomata alemão informou que o apoio a Moçambique vai continuar através dos projectos já iniciados, portanto, nenhum projecto foi interrompido apenas não foram aprovados novos projectos.

O encontro serviu para felicitar a eleição de Agostinho Vuma a presidente da CTA, tendo demonstrado interesse de reforçar as relações empresariais entre os homens de negócios de Moçambique e Alemanha. 

O Embaixador da Alemanha disse que o seu País apoia a decisão do FMI em suspender a cooperação económica visando o financiamento de projectos através do Orçamento do Estado. No entanto, após a discussão com os representantes dos Pelouros da CTA, o diplomata alemão informou que o apoio a Moçambique vai continuar através dos projectos já iniciados, portanto, nenhum projecto foi interrompido apenas não foram aprovados novos projectos.
Os empresários presentes no encontro, solicitaram ao Embaixador para que a Alemanha considerasse o retorno do apoio a Moçambique dado o progresso que o Governo está a fazer em relação ao esclarecimento e tomada de medidas sobre as dívidas contratadas.
No mesmo encontro, as partes discutiram os mecanismos de cooperação com vista a fortalecer as relações empresariais, tendo acordado a realização de fóruns e seminários de negócios juntando empresários dos dois país. Neste sentido, a CTA e a Associação Empresarial Alemanha-África (Afrika-Verein) deverão manter contactos para materialização deste desiderato.
Entre as áreas potenciais de cooperação, destacam-se a agricultura, infra-estruturas e energia.
Na ocasião, o Embaixador Alemão Detlev Wolter manifestou vontade de ver reforçada e diversificada a presença de empresários alemãs em Moçambique. Não precisou a cifra do investimento alemão em Moçambique, mas sublinhou que o interesse é aumentar mais o volume de investimento.
Nas próximas semanas, é esperado um grupo de empresários alemãs que estarão em Moçambique para reforçar estreitarem relações empresariais. Revelou que oito empresas alemãs vai participar na FACIM 2017.
O Presidente da CTA, Agostinho Vuma referiu que o encontro com foi bastante produtivo e serviu para trica de informações sobre as oportunidades de negócios que existem nos dois países. Destacou a agricultura, uma das apostas da actual Direcção da CTA, como sendo uma das áreas que vai merecer mais atenção na cooperação com empresários alemãs.