Fundo de Apoio Associativo tornou a CCMUSA mais visível e estimulou o aumento de membros

220

A Câmara do Comércio Moçambique – Estados Unidos (CCMUSA) foi um dos membros filiados à CTA que beneficiou do Fundo de Apoio Associativo (FAA) no âmbito do Programa de Apoio e Capacitação Institucional (PACI), implementado pela CTA e financiado pela USAIDA, com o objectivo de fortalecer o movimento associativo empresarial. O Presidente do Conselho Directivo da CCMUSA, Evaristo Madime, faz uma avaliação positiva do FAA, referindo que o mesmo serviu para tornar mais visível a CCMUSA e estimulou o aumento de membros.

A CCMUSA recebeu fundos no valor de 1.090.000,00Mts (um milhão e noventa mil meticais), para implementação do projecto de Promoção da Sustentabilidade Institucional, cujo objectivo principal é de contribuir para uma maior auto-sustentabilidade da Câmara, através da edição e produção de uma revista de negócios, denominada MOZBUSINESS, que para além de divulgar matérias de cariz económico-financeiro de interesse para a classe empresarial moçambicana e internacional, está a contribuir para a elevação da notoriedade da organização e, por via disso, estimular o aumento dos membros e uma maior propensão para o pagamento das contribuições por parte das empresas.
O fundo alocado, a CCMUSA aplicou no design e impressão da MOZBUSNESS, uma revista com periodicidade bimestral, ou seja, publicado de dois em dois meses.
O Fundo foi aprovado em 2018 e a duração do projecto foi de 12 meses.
O Presidente do Conselho Directivo da CCMUSA, Evaristo Madime, faz uma avaliação positiva do FAA, referindo que o mesmo serviu para tornar mais visível a CCMUSA e estimulou o aumento de membros.
“Sentímo-nos encorajados e acreditamos na proposta do Projecto que a CCMUSA submeteu à CTA no âmbito do PACI. O Fundo financiou a Revista MOZBUSINESS, que criou condições de tornar a Câmara mais visível junto ao empresariado e às entidades do Governo“, referiu Evaristo Madime.