Gestão financeira em tempos de crise (COVID 19)

946

O momento actual exige dos empresários/empreendedores um alto nível de controle sobre as suas finanças especialmente porque os eventos decorrentes da pandemia do coronavírus (COVID 19)  podem trazer inúmeras implicações para os negócios, tais como: a redução no movimento de clientes, a queda na faturação, a impossibilidade do comparecimento de funcionários em seus postos de trabalho, a redução da produção, dentre outros.  

Porque Moçambique não é excepção, a gestão das finanças das empresas tem de ser visto como uma obrigação do empresário, agora mais do que nunca.

No entanto, a realidade mostra que é muito comum empresários/empreendedores cometerem uma série de erros simples por uma falta de planificação e análise financeira da sua empresa. Entre essas falhas cometidas pelos empresários, as mais comuns são:  

  • Confusão entre o patrimônio individual e empresarial;
  • Falta de planificação financeira; e
  • Contração de dívidas sem a previsão de receitas.

É importante aproveitar esse momento para replanificar o destino da sua empresa. Caso não tenha uma planificação detalhada, que contemple todas as metas, objetivos e os planos de acção que devem ser desenvolvidos, sugerimos que proceda à elaboração do seu plano

Como se preparar para superar esse momento de crise?

1. Preveja o cenário

Primeiramente, faça um levantamento das despesas previstas para os próximos três meses, separando os valores de acordo com o tipo de despesa. Veja o quadro exemplificativo abaixo:  

2. Analise suas despesas

Observe que, ao se conhecer as despesas a serem pagas nos próximos meses, o empresário/empreendedor encontrará mais facilidade para definir as acções corretivas, priorizando as despesa com maior impacto nos negócios e que sejam passíveis de negociação. No exemplo acima, as despesas relativas a aluguel e materiais para produção são as que mais impactam no negócio. 

3. Ajuste os gastos

Com uma possível redução na faturação, o empresário/empreendedor deve ajustar as suas despesas de acordo com essa situação, tomando as seguintes providências: 

  • Negocie com os fornecedores um aumento nos prazos de pagamento dos seus compromissos. 
  • Se tiver dívidas com instituição financeira procure renegociar visando também aumentar o prazo de pagamento, adequando o valor pago por mês a sua faturação. 
  • Evite fazer alguma despesa que não seja extremamente necessária para a continuidade dos negócios. 

4. Busque formas alternativas de faturação

O empresário/empreendedor pode também tomar providências para aumentar a sua faturação, tais como: 

  • Fazer promoção de produtos que estão há muito tempo em estoque. 
  • Disponibilizar serviços de entrega para manter o nível de compra dos clientes. 
  • Diversificar e dar alternativas de pagamento. 
  • Implementar estratégia de divulgação dos seus produtos por meio do marketing digital: facebook, whatsapp, instagram, etc. 

5. Atente ao Fluxo de Caixa

Realize a gestão do fluxo de caixa da empresa, considerando as receitas e despesas previstas para não correr o risco de não ter dinheiro para pagar seus compromissos.

Por: Elias Mondlane

(Gabinete de Apoio Empresarial)