IMPACTO DA COVID-19 NO SECTOR EMPRESARIAL: PREJUÍZOS ASCENDEM A 31 MIL MILHÕES DE METICAIS NO PRIMEIRO SEMESTRE

190

O Sector Empresarial Moçambicano registou, no primeiro semestre do corrente ano, perdas de facturação estimadas em cerca de 31 mil milhões de Meticais, o correspondente a USD 453 milhões, devido à COVID-19, revela um estudo da CTA sobre o impacto da pandemia, apresentado, hoje 13 de Agosto, em Conferência de Imprensa convocada para o efeito.

O Estudo, intitulado “Impacto da Pandemia da COVID-19 no Sector Empresarial e Medidas para a sua Mitigação”, indica que, no primeiro semestre deste ano, o nível de actividade empresarial reduziu em cerca de 65%, o que culminou com a redução do Índice de Robustez Empresarial em cerca de 49%, de 0,51 em Janeiro para 0,26 em Junho. O sector da Hotelaria e Turismo figura como o mais afectado, tendo registado uma retracção do nível de actividade em mais de 75%.

Com base nesta informação, e considerando a evolução da pandemia e a dinâmica económica que se projecta para a segunda metade do ano, o Estudo estima-se que o volume de perdas de facturação do sector empresarial moçambicano, em todo o ano de 2020, poderá ascender a aproximadamente USD 951 milhões, o correspondente a cerca de 7% do PIB.