Infraestruturas insuficientes para satisfazer necessidades básicas

393

Afirma Rui Monteiro, Vice-Presidente da CTA

A CTA-Confederação das Associações Económicas de Moçambique considera que as infraestruturas existentes ainda não são insuficientes para satisfazer as necessidades básicas na maioria das regiões do País.

Segundo o representante do sector privado, a expansão das redes de infraestruturas constitui uma componente-chave para a melhoria do ambiente de negócios, na medida em que reduz os custos de transacção e facilita o desenvolvimento de cadeia de valor em diversos produtos. Por isso, a disponibilidade e fiabilidade dos serviços de infraestrutura são consideradas de importância crucial para o crescimento do sector privado, e existem disparidades significativas, em Moçambique, entre as zonas urbanas e rurais no que se refere ao acesso a infraestruturas básicas.

A opinião foi expressa pelo Vice-Presidente da CTA, Rui Monteiro, durante a Conferência Público-Privada relativo a Qualidade de infra-estruturas, realizada no dia 12 de Janeiro em Maputo entre Moçambique e Japão.