Confederação das Associações Económicas de Moçambique

INICIATIVA “UM DISTRITO, UM HOSPITAL”: CTA e MISAU abordam a participação do sector empresarial na materialização da iniciativa

A CTA e o Ministério da Saúde (MISAU) reuniram-se na última segunda-feira para uma abordagem mais aprofundada sobre a participação do sector empresarial moçambicano na materialização da iniciativa “Um Distrito, Um Hospital”, que consiste na construção e apetrechamento de hospitais de nível distrital, como forma de aumentar a capacidade de resposta nacional aos desafios que o Serviço Nacional de Saúde enfrenta.

Para esta iniciativa, o Governo aprovou duas modalidades para a participação empresarial, nomeadamente através de crédito concessional e de donativos com a participação do Estado.
A CTA comprometeu-se a abraçar a iniciativa de forma a promover a participação das empresas nacionais para o sucesso do projecto.
Com esta iniciativa, o Governo pretende contruir e requalificar, até 2024, 98 hospitais em igual número de distritos do país. Actualmente, dos 164 distritos que Moçambique possui, 47 possuem hospitais do género.
Segundo o MISAU, as unidades sanitárias projectadas estão avaliadas, cada uma, entre 350 milhões e 375 milhões de meticais, incluindo o apetrechamento, e deverão possuir uma enfermaria, blocos operatórios e administrativos, serviços de urgência, salas de consulta e tratamento externo, casa mãe-espera, maternidade, morgue, incineradora de lixo hospitalar, reservatório de água e residência para o pessoal médico.
O Governo está a preparar uma conferência, onde serão partilhadas as informações sobre esta iniciativa, incluindo o protótipo das casas.
No âmbito da acção de resposta aos desafios da COVID-19, a CTA e o MISAU abordaram a questão da necessidade de promoção e desenvolvimento de capacidades locais de produção de bens e insumos médicos para o Sistema Nacional de Saúde, com particular realce ao algodão e álcool. Por outro lado, o sector privado foi chamado a participar activamente no combate à desnutrição crónica, através de produção de alimentos fortificados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn