PRESIDENTE DA CTA DEFENDE QUE O CONTINENTE DEVE ACELERAR AS REFORMAS PARA MELHORIA DO AMBIENTE DE NEGÓCIOS

125

O Presidente da CTA, Agostinho Vuma, defendeu, na manhã de hoje, durante a abertura da 12ª Cimeira de Negócios EUA-África, que decorre em Maputo até sexta-feira, que o continente africano deve acelerar as reformas para a melhoria do ambiente de negócios, de modo a minimizar os desafios que enfrenta.

“Vale, porém, lembrar que o desafio de aceleração de reformas ao ambiente de negócios deve ser encarado como prioridade para todo o continente africano, para sairmos da pouco abonatória classificação a nível dos diversos rankings internacionais”, referiu Agostinho Vuma, salientando, a este respeito, que, dos 10 países presentes na Cimeira e representados pelos seus Chefes de Estados, apenas 4 situam-se entre as 100 melhores posições do Doing Business, o que é indicativo dos enormes desafios que as economias africanas devem encarar para melhor aproveitarem as riquezas e potencialidades de que o continente é abençoado e atrair maiores fluxos de investimentos estrangeiros.

O Presidente da CTA enalteceu o engajamento do Presidente da República no processo de Diálogo Público-Privado e a sua liderança na unificação de diversos stakeholders para lograr impactos mais rápidos nas reformas que positivamente influenciam o ambiente de negócios em Moçambique.

A Cimeira continua até próxima sexta-feira, 21 de Junho. Vai debater temas de área económica e empresarial, com o objectivo de promover investimentos e parcerias em prol do desenvolvimento económico do continente, com vista ao crescimento e melhoria das parcerias empresariais entre os EUA e África.

Durante a Cimeira, decorre uma feira de negócios, onde as empresesas expoem seus produtos e serviços, a destacar os de sector do Agronegócios, Oil & Gas e Sector Financeiro.