Sector de Turismo apresenta matriz de reformas administrativas ao Governo provincial

341

No âmbito do Diálogo Público – Privado Provincial, o Grupo de Trabalho Sectorial de Turismo do Conselho Empresarial Provincial de Maputo reuniu-se com a Direcção Provincial da Cultura e Turismo, para apresentação da matriz de reformas administrativas e acerto do calendário de encontros de trabalho.

A matriz de reformas administrativas do sector de turismo ao nível do CEP Maputo, contem oito pontos:

  1. Ausência de um órgão específico que lida directamente com os assuntos ligados ao sector do turismo nos distritos;
  2. Falta de transparência na divulgação de oportunidades de negócio nos distritos;
  3. Falta de serviços de apoio e salvação pública nas praias da província;
  4. Não cumprimento dos requisitos que a legislação estabelece para a obtenção do Alvará;
  5. Fraca qualidade da energia eléctrica, sobretudo na época de pico;
  6. Falta de abrangência no processo de divulgação das fontes de financiamento inerentes ao sector do turismo;
  7. Condições deploráveis das vias de acesso; e
  8. Atraso no pagamento de serviços prestados ao Estado.

A Directora Provincial da Cultura e Turismo, Natércia Nhabanga, enalteceu a iniciativa do CEP Maputo e disse que a mesma irá aproximar o sector privado e o Governo, para o debate e busca de soluções para os problemas que afectam o ambiente de negócios no sector de turismo ao nível da província de Maputo.
No final, foi constituída uma equipa de pontos focais que deverá interagir permanentemente e garantir a realização de encontros mensais entre o CEP Maputo e a Direcção Provincial da Cultura e Turismo.