Confederação das Associações Económicas de Moçambique

SECTOR EMPRESARIAL CONDENA A ONDA DE RAPTOS E COLOCA À DISPOSIÇÃO TODO O TIPO DE APOIO AO GOVERNO PARA O COMBATE A ESTES CRIMES

A CTA- Confederação das Associações Económicas de Moçambique tomou conhecimento, de forma perturbante e chocante, da ocorrência de mais três raptos nos últimos 7 dias.

Unindo a voz da classe empresarial, a CTA vem mais uma vez repudiar este acto criminoso e hediondo cujas consequências afectam, não só às famílias das vítimas e à classe empresarial, mas igualmente aos cidadãos moçambicanos no geral, na medida em que uma das vítimas é um cidadão que serve o povo no sector da saúde, um sector já fragilizado pela falta de pessoal médico para cobrir a demanda nacional e pelo impacto nefasto da pandemia da COVID-19.

Estes raptos revelam que a criminalidade em que a sociedade moçambicana está mergulhada, está a atingir níveis alarmantes, contribuindo para um maior clima de desespero, incerteza e insegurança, afectando negativamente o ambiente de negócios e o investimento privado em Moçambique.

A CTA condena estes crimes horrendos e reivindica veemente que as entidades competentes accionem imediata e aceradamente os mecanismos para combater de forma eficiente, concreta e com resultados visíveis estes crimes, por forma a devolver a paz, a segurança e a estabilidade à classe empresarial e ao país.

Como classe empresarial, sempre colaboramos com o Governo em várias matérias. Podemos dar como exemplo o apoio solidário às famílias afectadas pelas intempéries como IDAI, Keneth; a campanha de vacinação promovida por nós, Sector Privado, tendo contribuído para aquisição de mais de 400 mil doses de vacinas contra a COVID-19; ao apoio em materiais e equipamentos disponibilizado ao Governo para reforçar na resposta as necessidades da COVID-19.

Neste momento de grande tensão, a classe empresarial se coloca, novamente, ao dispor do Governo para apoiar no que for necessário. Se for necessário apoio material para capacitar as unidades específicas que lidam com esta matéria de raptos, estamos disponíveis para coordenar uma campanha onde os empresários contribuem e apoiam o Governo para dar resposta, conforme já foi feito em outros casos mencionados acima. O que queremos é resposta imediata desta situação que se torna insustentável. É necessário uma resposta muito forte e clara para acalmar a tensão que se gerou no seio dos empresários.

Manifestamos, ainda, o nosso sentimento de pesar e solidariedade aos familiares, à comunidade empresarial e à sociedade em geral por esta ocorrência.

 

Pela Melhoria do Ambiente de Negócios!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn