SUSTENTA poderá ser alavanca para o relançamento da agro-indústria

110

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, procedeu na última quinta-feira, 30 de Julho, ao lançamento do Programa de Integração da Agricultura Familiar em Cadeia de Valor Produtiva (SUSTENTA), agora de âmbito nacional para o quinquénio 2020-2024. Espera-se que o Programa venha impulsionar a cadeia de valor da agro-indústria.

O Programa tem como meta, para os próximos cinco anos, integrar um milhão de famílias em todo o País nas cadeias de valor produtiva, e é visto como uma oportunidade para o sector empresarial, sobretudo o agro-industrial, ao mesmo tempo que se espera que venha a criar mais de 200 mil postos de emprego e 1,2 milhão de auto-empregos.
Para que a iniciativa tenha o sucesso esperado, é necessário haver alinhamento entre a agricultura e os diversos sectores, com realce para o transporte, irrigação, armazenamento, recursos financeiros, entre outros.
O Programa está assente na promoção de cadeia de valor de vários produtos que compõem a cesta básica, com destaque para o milho, feijão, ovos, frango, mandioca, açúcar, hortícolas e frutas. Igualmente, estará focado às oleaginosas e amêndoas, com prioridade para a soja, algodão, gergelim, girassol, macadâmia e castanha de caju, culturas consideradas estratégicas.

Bem-sucedido, Moçambique poderá tirar proveito da alta procura das oleaginosas no mercado da África Austral, que importa um bilião de dólares americanos por estas culturas. Constitui, igualmente, uma grande oportunidade para a indústria nacional, principalmente fábricas de produção de óleo de cozinha.

No sector pecuário, o foco é a produção de proteína animal, com realce para a avicultura, onde se projecta um crescimento de 75 mil toneladas para 150 mil toneladas até ao fim do presente quinquénio. Nas carnes vermelhas, é esperado um incremento das actuais 15 mil toneladas ao ano para 52 mil toneladas. No fim do Programa, é esperado um incremento de renda média familiar dos actuais 36 mil Meticais ao ano para 76 mil Meticais.